[DICAS] para melhorar o seu Networking

O Networking já se tornou uma das habilidades e pré-requisitos dos profissionais de alto impacto e que procuram cada vez mais melhorarem a sua empregabilidade.

A prática do Networking é mais que adequada para manter uma rede efetiva de profissionais e parceiros de negócios.

Porém, criar um bom Networking exige algumas técnicas e “regras” e para ajudá-lo nessa tarefa elaboramos 7 dicas para você se organizar melhor e não perder oportunidades. Vamos ver isso?

Não confunda popularidade com exibicionismo

A primeira dica e regra é um tanto óbvia, mas muitos profissionais (principalmente os novatos) acabam confundindo popularidade com exibicionismo.

Querer ser o centro das atenções em todos os eventos, rodadas de negócios ou reuniões pode transmitir uma imagem de arrogância e de pessoa inconveniente.

Olho no olho é o melhor cartão de visitas

Ainda que as tecnologias estejam em constante evolução e facilitem o contato entre pessoas e empresas, nada substitui o famoso “olho no olho”.

Troque cartões de visitas, mas tenha uma conversa agradável com as pessoas e possíveis contatos. Na maioria das vezes, 10 minutos de conversa valem mais do que um milheiro de cartões.

Networking deve fazer parte da sua estratégia profissional

Criar e manter relacionamentos devem ser atividades constantes e o organizadas como uma estratégia de médio e longo prazo.

Saber se relacionar é uma das habilidades comportamentais mais desejadas e apreciadas pelas empresas, por isso a sua importância é tão relevante nos dias de hoje.

Procure sempre ampliar sua rede

Não basta apenas ir a um evento ou outro e achar que o Networking está finalizado ou achar que 3 contatos é o suficiente.

Na realidade, o relacionamento interpessoal não tem fim e por isso há a necessidade de sempre ampliar a rede de contatos, seja com novos eventos ou por meio dos contatos já conhecidos.

Organize os contatos por áreas e interesses

Uma excelente dica para organizar os seus contatos e aprimorar o seu Networking é separar cada profissional por área de atuação e interesses.

Com isso você tem uma rede de contatos sempre organizada e de fácil consulta quando, por exemplo, quiser falar com um advogado ou um engenheiro.

Quantidade não é o mesmo que qualidade

Outro grande erro de quem investe em Networking é achar que ter um monte de contatos é sinal de sucesso ou de segurança.

Uma boa rede de contatos deve conter integrantes relevantes e não 20 superficiais ou que não apresentam relevância para os seus interesses. Uma ligação pode valer mais do que uma agenda cheia.

Esteja sempre ativo

Networking é o exercício de manter e construir bons relacionamentos e por isso é preciso que você esteja sempre ativo com a sua rede de contatos.

Faça ligações, convide e vá a eventos, recomende conteúdos interessantes e sempre incentive as pessoas a fazerem o mesmo. Se faça presente e deixe a sua presença ser notada naturalmente.

Conclusão

Investir em Networking também é pensar no seu futuro profissional e essa atividade deve ser planejada e praticada frequentemente, afinal ter com quem contar é sempre mais inteligente do que construir novos relacionamentos.