[PERGUNTAS] que você deve fazer antes de contratar um sistema para o seu negócio

Antes de contratar um sistema para seu negócio é comum existir diversas dúvidas sobre a sua eficiência e retorno de investimento.

Por mais que existam inúmeras opções no mercado, muitos profissionais não se sentem seguros quanto à escolha das melhores soluções ou até mesmo sobre quais as funcionalidades devem ser consideradas em um sistema.

Pensando nessas dificuldades e dúvidas, trouxemos algumas considerações que você deve fazer antes de optar por um sistema. Acompanhe com a gente!

Permite o gerenciamento de qualquer dispositivo?

Na era da informação e da mobilidade é essencial que um sistema seja acessível de qualquer dispositivo, principalmente pelos celulares e smartphones.

Essa é uma das facilidades que um bom sistema deve oferecer aos seus usuários.

Consigo fazer a gestão de documentos digitais?

Quem trabalha com Seguros sabe que a “papelada” é algo fundamental e obrigatório da área.

Nesse ponto, ter um bom sistema que permita desafogar esse grande acúmulo de documentos é imprescindível para melhorar a gestão e agilizar os processos que envolvem todo o trabalho.

É um sistema personalizável e escalável?

A maioria dos sistemas já vem com funcionalidades pré-definidas ou que podem ser contratadas conforme as necessidades de cada negócio.

Entretanto, se sua empresa precisa de algo mais personalizado é importante saber se é possível personalizar esse sistema ou fazer upgrades conforme as necessidades da empresa mudem.

Consigo ter uma visão geral sobre vendas e comissões

Quem é Corretor de Seguros sabe que cada Seguradora oferece comissões diferentes sobre cada produto e isso pode ser um tanto complicado de gerenciar.

Por isso, um bom sistema deve facilitar a gestão de vendas e comissões sem fazer o profissional perder tempo com contas e cálculos.

O sistema permite criar níveis de acesso para diferentes perfis?

Por algumas questões de segurança é comum que algumas empresas estabeleçam níveis de acessos para determinados usuários de uma organização.

Por esse ponto é importante que um sistema permita criar níveis diferentes para cada tipo de informação. Muitas vezes um gerente precisa ter acesso a certos tipos de informação que um colaborador médio não precisa ter.

Possui um sistema integrado

A integração com outras áreas como finanças, comercial e marketing também é um fator importante em um sistema de gestão.

A comunicação entre as áreas agiliza e otimiza os processos de trabalho, fazendo com que se gaste menos tempo em diferentes tarefas e etapas.

É seguro e possui atualizações frequentes?

A última consideração e não menos importante de um sistema é: ele é seguro e estável?

Como acontece a troca e o armazenamento de informações que ocorrem no sistema? Como é a política de privacidade? É possível fazer backups para um banco de dados externo? O sistema passa por atualizações constantes?

Conclusão

Você imaginava que a escolha de um sistema exigia tanta análise e ponderação? Essas foram só algumas das principais observações.

No entanto, vale a pena analisar com mais profundidade o que cada sistema tem a oferecer e então fazer a escolha que vai de encontro com as necessidades do seu negócio.

Por fim, antes de optar por um sistema repleto de funcionalidades e parafernálias que você nunca vai usar, opte por um que seja funcional e que impulsione o seu negócio de verdade.